Crítica: O Monstro do Ártico (1951)

Uma equipe recebe a tarefa de investigar o que a princípio parecia se tratar de um acidente de avião no Ártico, mas que acaba se revelando algo muito mais intrigante: uma nave de outra planeta com um alienígena em seu interior. A equipe é formada por cientistas e militares, o que obviamente leva a conflitos. Enquanto os cientistas querem estudar esse ser, os militares querem destruí-lo assim que ele começa a se mostrar perigoso.
Apesar do filme não trabalhar tão bem o clima de tensão que tal situação poderia gerar, o “monstro” é de fato assustador. Só seus urros já são capazes de intimidar, imagine então quando ele resolve perseguir os humanos com seu instinto assassino.
Os diálogos são surpreendentemente bons, colaborando para o desenrolar dos fatos. Trata-se de uma mistura de sci-fi com horror que ainda não está ultrapassada. Certos detalhes incomodam, como o cientista que não quer destruir o alien por considerá-lo um ser evoluído que pode ensinar aos humanos algumas coisas, o que é um tanto absurdo, afinal o alien é na verdade um violento ogro com sede de sangue.
É interessante acompanhar a equipe tentando bolar um plano para conter o alien, algo que gera a sequência mais espetacular do filme.
Considero o remake de John Carpenter muito mais eficiente, mas O Monstro do Ártico não deixa de ser uma experiência muito agradável para os amantes do gênero.
7/10 

About these ads

3 comentários sobre “Crítica: O Monstro do Ártico (1951)

    • também considero o remake do carpenter MUITO melhor… o pessoal tem mania de sempre meter o pau em remakes, mas convenhamos, as vezes eles superam o original sim!

      abraços

  1. Interessante! Eu queria ver esse filme e não sabia qual versão escolher. Agora sei que a de Jonh Carpenter é a melhor!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s