Mary e Max

Título original: Mary and Max
Ano: 2009
Diretor: Adam Elliot

Será que eu preciso dizer alguma coisa? Só o fato de olhar para essas fotos faz qualquer um ter vontade de ver essa animação. O bom é que Mary e Max não é “apenas” um excelente trabalho técnico e sim uma mistura de um requinte visual invejável com uma história tocante que consegue atingir o cidadão mais coração de pedra desse mundo.

Mary é uma garota de 9 anos que vive na Austrália. Felicidade para ela é comer leite condensado e assistir seu desenho favorito ao lado de um galo de estimação. O pai é ausente e a mãe é alcoolatra. Na escola ela é perseguida. Até que um dia ela resolve mandar uma carta aleatória para um americano.

Max é obeso e sofre da síndrome de Asperger (clique aqui se você quiser saber mais… em inglês). Ele nutre uma paixão doentia por chocolate e gosta do mesmo desenho que Mary. Além disso, é solitário também. Até que um dia ele recebe uma carta vinda da… Austrália!

Acompanhamos a troca de cartas e a amizade entre os dois crescendo cada vez mais. De uma maneira ingênua eles falam sobre diversos assuntos, que nos fazem rir e nos emocionar quase que ao mesmo tempo. São coisas pequenas que fazem a diferença, como quando Max diz que não consegue chorar e Mary coleta suas próprias lágrimas e dá para o seu amigo.

Um filme esteticamente perfeito e muito rico em conteúdo. Noventa minutos de prazer cinematográfico que não tenho medo de sair recomendando por aí.

Nota: 9

Anúncios

12 comentários sobre “Mary e Max

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s