Elefante

Título original: Elephant
Ano: 2003
Diretor: Gus Van Sant

Apostando num ritmo lento e em um distanciamento dos personagens, Gus Van Sant transforma em filme o Massacre de Columbine, ocorrido em 1999. Num colégio americano, 12 jovens e um professor são mortos por dois alunos fortemente armados. Quem não se lembra deste caso? Quem não ficou chocado com toda essa situação?

Em Elefante, Gus Van Sant não quer descobrir o motivo disto ter ocorrido. Ele apresenta argumentos, mas não os discute de maneira aprofundada. Bullying, jogos violentos, facilidade para adquirir armas, filmes nazistas, exclusão e vontade de fazer algo diferente. Para pessoas normais, não são influências suficientes para praticar assassinatos. Mas, quem disse que os dois eram normais? Ambos apresentavam sérios disturbios psicológicos e chegou um momento em que não aguentaram mais as perseguições que sofriam.

Não sei se havia necessidade deste ritmo lento, com o diretor filmando as costas dos persongens por vários minutos, mas isso funcionou para mim. É uma técnica que dá mais verossimilhança a história, além de ser algo visualmente interessante. De qualquer forna, o que marca mesmo são os angustiantes minutos finais, em que temos os dois jovens colocando em prática as suas vontades. É um final poderoso e chocante e que serve como um alerta para que outros elefantes brancos não sejam esquecidos.

Nota: 8

– b. knott

Anúncios

11 comentários sobre “Elefante

  1. Esse sim um filmaço. Desculpa se fui meio rude no outro comentário, mas ainda sim vejo traços idênticos na comparação que eu fiz (e tem muita gente que concorda comigo).

    Ah, e vim te mostrar um blog: http://ligadosblogues.wordpress.com/

    É um blog que reuni 49 dos bloggeiros de cinema da internet. Há inclusive uma premiação anual chamada Alfred, muito interessante.

  2. Acho que 8 foi uma nota baixa para esse filme que considero uma obra-prima, mas reconheço que sou um dos poucos que gosta tanto dele a ponto de considerá-lo como um dos melhores de todos os tempos, rsrsrs. Um filme poderoso!

    1. Sabe, a primeira vez que eu assisti eu elevei o filme ao posto de obra-prima tb!

      Parece que perdi um pouco o encanto nessa segunda assistida, mas ele continua intenso o suficiente para eu admira-lo.

      É um puta filme.

  3. Dessa fase mais experimental do Gus Van Sant, este é um dos meus filmes favoritos. Eu acho que o diretor sabe muito bem compreender os jovens. Essa obra é sensacional em sua estrutura narrativa.

  4. Filmaço! O melhor exemplo cinematográfico para representar a atual geração, que acha pode tudo, que tudo é fácil. E o Gus Van Sant é a pessoa ideal para tratar desse universo adolescente problemático. Um trabalho de mestre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s