À Deriva


Título original: À Deriva
Ano: 2009
Direção: Heitor Dhalia

No filme do diretor Heitor Dhalia acompanhamos uma família passando as férias na casa de praia em Búzios, no meio dos anos 80. A personagem principal é Felipa (Laura Neiva), uma garota de 14 anos que está aprendendo que crescer não é fácil. O filme mostra ela se descobrindo como mulher e descobrindo também coisas que não imaginava sobre o relacionamento dos pais, que são muito bem interpretados pelo frânces Vincent Cassel e pela Débora Bloch. Apesar de algumas subtramas não muito interessantes, Á Deriva tem mais acertos do que erros. Heitor Dhalia conta a história de maneira lenta, despreocupada, que pode desagradar a alguns, mas o fato é que o roteiro pedia por algo assim. O que ninguém pode reclamar é da fotografia do filme. Ela oferece um ar nostálgico convincente e explora muito bem as belezas do litoral. No final das contas, é um filme que enrola muito para não dizer muita coisa, mas faz isso de maneira tão elegante que podemos relevar um pouco.

Nota: 6

/bruno knott

Anúncios

19 comentários em “À Deriva

  1. Parece quase um gênero, hoje em dia, querer ser Lucrecia Martel. Em à Deriva, muitas imagens querem ser O Pântano e, definitivamente, não são! Mas chegam bem perto dos comerciais de telefonia celular, ou seja, um filme bem abaixo da média.

  2. A fotografia de “À Deriva”, realmente, é sensacional! Eu, particularmente, amei este filme do Heitor Dhalia. Achei uma obra sensacional. O elenco está divino!

  3. Eu gostei de À Deriva. O elenco está ótimo, a fotografica é belíssima, o roteiro é bem construído e a direção é como você falou, condizente. A mim, agradou.

    abraços

  4. Olha, você está numa fase “cinema nacional”, que bom! 🙂 Para mim “À Deriva” foi o melhor que o nosso cinema teve no último ano e, mesmo não concordando que o filme não tem muito a dizer, realmente a fotografia é ótima!

  5. Eu até discordo um pouco de você, já que achei A Deriva um sopro de criatividade do começo ao fim. Tudo muito bem realizado, e é ótimo ver filmes brasileiros abordando novos caminhos e estórias.

  6. Eu discordo, Bruno.
    Acho que este filme tem muito a dizer, mesmo com poucos acontecimentos de impacto. O ritmo lento, sem alardes, a fotografia muito bonita e a direção segura me fizeram admirar e muito este filme. Um dos melhores do ano passado.

    Abraço!

  7. Dizem que o filme foi praticamente ovacionado em Cannes na sua exibição, mas acho “À Deriva” bem aquém dos outros sensacionais filmes dirigidos pelo Heitor Dhalia. Nossa nota é a mesma.

    [***]

    abs!

  8. Gostei muito do filme, ele até está figurando na minha prévia do Top 10 deste ano! Achei uma obra leve, como vc disse, despreocupada, mas com um algo sedutor!

    Abraços!

  9. O Dhalia tem ótimos longas ‘Nina’ e ‘O Cheiro do Ralo’ que gostei muito!

    Este é regular, mas tem uma boa premissa e uma excelente fotografia.

    Um elenco misto e uma química interessante.

    Só depois que a história fica um pouco À Deriva ao término do filme.

    Abs,
    Rodrigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s