O Livro de Eli


Título original: The Book of Eli
Ano: 2010
Direção: Albert e Allen Hughes

Já fazia um tempinho que eu queria assistir O Livro de Eli e um review no blog By Star Filmes foi o estímulo que faltava.

Sou fascinado pela temática do fim do mundo e do mundo pós-apocaliptico. São vários os exemplos recentes: A Estrada, Presságio, 2012 e Eu Sou a Lenda. Infelizmente, nenhum deles me agrada plenamente, mas sempre aproveito alguma coisa nesse tipo de filme, como foi o caso com O Livro de Eli. Como é costume no gênero, não há uma explicação sobre o que levou o mundo ao estado em que está. Eu não me importo, contanto que o tal mundo seja concebido de maneira eficiente. Devo dizer que os irmãos Hughes sabem como criar um mundo pós-apocaliptico. Tudo é muito sujo, sem vida e desolado. O sol é uma das grandes ameaças, assim como as pessoas que esqueceram como viver civilizadamente, transformando as cidades em verdadeiras terras sem lei, no melhor estilo western.

Um andarilho chamado Eli (Denzel Washington) tem a missão de transportar um livro até o oeste. Não existe nenhum outro livro igual. Todos os outros foram queimados, pois diziam que ele foi um dos motivos da guerra que culminou com as explosões. Eli todo dia o lê e tenta viver de acordo com ele. Em pouco tempo conseguimos advinhar de qual livro se trata, então não considerem um spoiler saber que o livro é o último exemplar da bíblia. Ok. O filme conta com cenas de ação muito eficientes, empolgantes e quase sempre bem originais. Até os 30 minutos iniciais trata-se de algo excelente, mas que depois só piora.

Alguns diálogos nos fazem pensar sobre o nosso mundo, como quando Eli diz que antigamente as pessoas desperdiçavam coisas que agora elas não tem, como a água.  Durante a maior parte do filme Eli tenta seguir para o oeste sem ser capturado por Carnegie (Gary Oldman), que está atrás do livro. Carnegie quer utilizar a bíblia para controlar as massas e transforma-las em escravos ou algo do tipo. O maior problema de O Livro de Eli é que o desfecho transforma quase tudo que veio antes em meras desculpas para que as cenas de ação e perseguição fossem criadas. Apesar da evidente irregularidade, existe muitas coisas aproveitáveis. Recomendo, mas com ressalvas.

Nota: 6

/bruno knott

Anúncios

23 comentários sobre “O Livro de Eli

  1. Não é mesmo spoiler falar que é a Bíblia, está até no trailer (o que é lamentável, os trailers contam cada vez mais).

    O filme não é dos piores e as cenas de ação são muito bem feitas. Mas, o argumento fica apenas na promessa, poderia ser uma discussão muito mais profunda. E como você falou, sem falar, o desfecho torna tudo tão vão… Uma pena.

  2. Há 640 mil anos atrás, houve uma mega erupção vulcânica na área do parque de Yellowstone. Os especialistas imaginam que outra possa ocorrer no futuro. É o que mostra “2012”. Seria uma explicação possível para esses filmes apocalípticos. Ou um meteoro gigante, como em “Impacto Profundo”. Acho o tema fascinante, mesmo que imperfeitamente desenvolvido.

  3. Ao contrário de você, não tenho nenhuma ressalva em relação a este filme. Adorei “O Livro de Eli”. Técnica excelente, uma história que surpreende. Uma das boas surpresas do início de 2010.

  4. Faz tempo que o Denzel Washington não me convence e por isso mesmo estou mantendo uma distância segura desse filme, rsrsrs. Seus comentários não foram dos mais animadores.

    1. É verdade… apesar do Denzel Washington ser um grande ator ele tem cometido alguns erros ultimamente. Mas pode confiar nele em O Livro de Eli, é um dos destaques!

  5. Oie,
    Acredita que não assisti este filme ainda? (e sou louca por Denzel). Muito disso se deve ao fato de dar de cara com este ambiente cinza, inóspito… acho que ficarei deprimida porque estou em uma fase pós apocalíptica, rsrs… mas falando sério, acho a premissa interessante, inclusive se for possível relacionar este livro de Eli com a manipulação das massas. Se é o que estou pensando, esta é uma reflexão fundamental, basta ver se o filme permite isso.

    bjs!

  6. Eu devo ter sido um dos poucos que realmente gostou do filme. Principalmente pela escolha do elenco. Finalmente o Denzel Washington fugiu um pouco do universo no qual vinha trabalhando nos últimos anos. Esse rapaz precisa reciclar um pouco sua carreira!

  7. Finalmente alguém com ressalvas! Ando lendo algumas críticas por aí que exaltam este filme e particularmente não entendo. Fora Washington, a trilha e momentos de condução inspirada, o filme é extremamente fraco. Aquele final então… pfff.

  8. Não fiquei empolgado com o filme não – nem gosto muito do Denzel. Mas fiquei muito curioso com o final e acho que a premissa é até boa, mas pode facilmente sair coisa ruim. hehe

    E você não gostou de A Estrada? Não vi ainda, mas falaram bem demais!

    []s!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s