O Nevoeiro (2007)

Cotação: 8

Quando Frank Darabont resolve adaptar para as telas os livros de Stephen King podemos esperar por algo acima da média. Um Sonho de Liberdade e À Espera de um Milagre não me deixam mentir. Incluo nesta lista o maravilhoso O Nevoeiro, a parceria mais recente da dupla. Muitos falam sobre o final do filme. Alguns odeiam, outros acham a melhor coisa dos últimos tempos. Digo apenas que é excelente, mas que o filme tem várias outras qualidades. O conto escrito por Stephen King é ótimo. Ele faz parte do livro Tripulação de Esqueletos. Frank Darabont toma algumas liberdades e faz escolhas que melhoram o que já era bom.

Como o nome já anuncia, um nevoeiro enorme aparece na cidade. Muitos moradores estão no mercado local em busca de suprimentos quando o misterioso nevoeiro se aproxima. Um homem ensanguentado entra no mercado desesperado, gritando que “há algo no nevoeiro” e aí o filme começa.

Tudo transcorre num ritmo agradável, suficiente para manter nossa atenção e para desenvolver os personagens e seus medos. Demora até todos acreditarem que trata-se de uma verdadeira ameaça e apartir daí as coisas vão ficando cada vez piores. O Nevoeiro é um verdadeiro estudo sobre a raça humana. Ele mostra como alguns podem se comportar de maneira extremamente irracional em uma situação como essa. Mrs. Carmody (Marcia Gay Harden) quer fazer todos acreditarem que o nevoeiro é algo enviado por deus para que todos se arrependam e aceitem o fim.

É impressionante como as pessoas são facilmente manipuladas em momentos de urgência e desespero. Darabont mostra isso e muito mais. Além de permitir várias discussões sobre a sociedade, há muito suspense e terror psicológico e até mesmo um ar bacana de filme B. É uma história rica, que alcança o ápice no devastador, inesperado e irônico final.

Título original: The Mist
Ano: 2007
País: EUA
Direção: Frank Darabont
Roteiro: Frank Darabont, baseado em conto de Stephen King
Duração: 126 minutos
Elenco: Thomas Jane, Marcia Gay Harden, Laurie Holden, Andre Braugher, Jeffrey DeMunn

/bruno knott

Anúncios

28 comentários em “O Nevoeiro (2007)

  1. Filmaço e também acho que desperta muitas discursões, principalmente o final. E a Marcia Gay Harden está ótima, em uma personagem “mean” e ao mesmo tempo manipuladora. 😉

  2. Sem dúvida “O Nevoeiro” coloca várias questões sobre o nosso comportamento, um final sensacional, um ritmo preciso e uma dobradinha que até agora sempre deu certo – Darabont/King. Harden impecável. 5/5

  3. Acho este filme simplesmente genial! Uma obra muito bem construída do ponto de vista narrativo, com excelentes atuações de Marcia Gay Harden e Thomas Jane e um final que me deixou perturbada por dias…

  4. Esse filme é ótimo. Mas, acho que deram atenção demais para alguns aspectos e quase nenhum para outros. Muito se comentou sobre o final (que é perturbador) e pouco se falou sobre o extraordinário desempenho de Marcia Gay Harden. “O Nevoeiro” vai muito além de um suspense com um final surpreendente…

  5. Da primeira vez que vi “O Nevoeiro” estranhei os insetos gigantescos, achei um exagero. Da segunda vez, o filme me pareceu divertido. Depois dos comentários de todos, estou inclinada a rever em breve. Acho que vou gostar ainda mais.

  6. Achei um filmaço. O desfecho me deixou em estado de pura catarse. A melhor coisa, porém, é a atuação de Marcia Gay Harden, brilhante.

  7. Eu gostei, é um filme divertido, mas o hype foi grande, eu achei. Tem cenas muito amadoras e aquele monstro é mais mal feito que “The Evil Dead” rs, aqueles tentáculos desnecessários… fora isso, é um filme que realmente consegue impor o terror psicológico, e o final é simplesmente sensacional, eleva o filme a outra potência.

    enquanto o Thomas Jane pouco faz na fite, Marcia Gay Harden se sobressai como a bruxa religiosa.

    abs!

  8. Na época lembro que nem esperava muita coisa desse filme, mas que achei um filmaço quando o vi. Frank Darabont sempre vai muito bem nesse tipo de história e esse é um dos melhores filmes dele.

  9. Por falar em Darabont, o cara demora a filmar hein. Depois desse filme, não tem nenhum projeto em andamento. Também entre o Majestic e esse aqui foram 6 anos de distancia. Parece que ele está dirigindo mais seriados …

  10. Pra mim, o Stephen King só deveria deixar o Frank Darabont adaptar os seus filmes. Os outros que tentam fazem cada porcaria que eu vou te contar, viu?

    Excelente filme, surpreendente e que rendem boas discussões (o final já diz tudo). Eu amei, mas lembro que minha namorada disse que o filme todo era bom e o final era frustrante. Enfim, vai entender… ahah

    abraços!

  11. Nota 5/5… Pouco surpreendente não ter se tornado um grande hit nas bilheterias estadunidenses. A natureza humana não é simples e esse filme a mostra com crueza atípica para o gênero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s