The Walking Dead – 1×02: Guts


NOTA: 8

Vários são os seriados que começam com ótimos episódios piloto e vão caindo de qualidade na sequência. The Walking Dead está longe disso. Esse segundo episódio praticamente confirma que o que vimos na estreia não foi obra do acaso. The Walking Dead veio para ficar.

O episódio Days Gone Bye terminou com Rick preso em um tanque completamente cercado por “errantes”. Uma voz vinda do rádio soa como um sinal de esperança. Ele consegue fugir do tanque com a ajuda de Glenn, que o apresenta a outros sobreviventes.

É interessante conhecer caras novas. Ainda não dá para saber se esses outros personagens terão importância apenas temporária, mas acredito que alguns deles serão desenvolvidos, pois o seriado mostra que o que importa aqui são as pessoas.

Alguns até me pareceram um tanto caricaturais, como o careca mal encarado, violento e racista. De qualquer forma, ele serviu para Rick mostrar seu senso de justiça e sua liderança.


O que Rick quer no meio desse caos é voltar para a mulher, Lori e o filho. A primeira cena do episódio mostra que a relação de Lori com Shane, melhor amigo de Rick, está pra lá de quente. O provável encontro do trio tem tudo para ser um dos grandes momentos de The Walking Dead.

Rick e seus novos companheiros tentam descobrir uma maneira de sair do prédio, que está completamente cercado por ferozes zumbis.

Uma ideia levantada pelo grupo foi a  fuga pelo esgoto. Toda a sequência de Glenn dentro do esgoto mostra a imensa capacidade que o seriado tem de gerar suspense de maneira natural. A cada passo que ele dava no escuro, sentíamos que a vida dele estava por um fio.

Essa sequência tem uma cena pra lá de nojenta e como se fosse pouco, em poucos minutos somos apresentados a uma situação muito mais grotesca, que não deixa de ser um deleite para os amantes do gore.


No filme Shaun of the Dead os personagens usam uma tática inusitada para passarem desapercebidos pelos zumbis. Eles imitam o andar característicos dos mortos-vivos e conseguem passar ilesos por eles. Claro que tudo ocorre de uma maneira bem humorada, dentro do espírito do filme, que é uma sátira de qualidade aos filmes do gênero.

Aqui Rick faz jus ao título do episódio e decide se besuntar com o sangue e com as tripas de um zumbi. A ideia é ficar com cheiro de zumbi e poder caminhar livremente entre eles. Ele e Glenn utilizam essa tática para tentar alcançar um caminhão que está a algumas quadras a frente.

Tudo isso já seria suficientemente fantástico para minha admiração continuar crescendo, mas os criadores de The Walking Dead se superam.

Antes de Rick usar o machado para decepar o zumbi, ele procura descobrir de quem era esse corpo, seu nome, idade, o que ele fazia da vida e etc. Rick é um ótimo personagem, não tem como não se identificar com ele.

Em dois episódios tanta coisa boa já aconteceu que posso dizer que The Walking Dead se consolida como um dos melhores seriados da atualidade.

/bruno knott

Anúncios

6 comentários em “The Walking Dead – 1×02: Guts

  1. Também tinha o receio que a qualidade da série caísse , mas não foi isso o que aconteceu, a série vem surpreendendo muitos por manter a tensão dos filmes de terror. Ansioso pelo terceiro episódio que já saiu e ainda não tive tempo de ver. Abs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s