Crítica: Extermínio 2 (2007)

Pode parecer um exagero dar cinco estrelas para um filme de zumbi, mas o fato é que eu gosto de avaliar um filme pelo o que ele se propõe e, dentro do gênero, Extermínio 2 é um trabalho quase que irrepreensível. Muitos temeram pelo pior quando Danny Boyle abandonou o projeto, mas foi com alegria e com um pouco de surpresa que constatamos a imensa qualidade do diretor Juan Carlos Fresnadillo. Desde os primeiros minutos do filme o desespero toma conta dos personagens e de nós também. Os zumbis aqui são extremamente rápidos, violentos e até inteligentes. Fugir deles é tarefa quase impossível, sendo a melhor chance de sobreviver manter-se escondido em um local isolado.  A sequência inicial, que mostra zumbis perseguindo um grupo de pessoas, é cheia de adrenalina e já mostra do que o diretor é capaz. Não posso esquecer também da trilha sonora marcante, que deixa tudo ainda mais envolvente.

Extermínio 2 mostra uma Inglaterra pronta para receber seus moradores novamente. A infecção foi controlada e com isso o povo volta a ter esperança de viver como antes. Tudo corre bem até um inevitável erro ser cometido.

O filme se destaca pelas boas doses de suspense – principalmente quando as crianças perambulam por uma área vazia e proibida de Londres -, pelas cenas extremamente fortes, tanto em termos de violência física como de violência psicológica e também pelo ótimo elenco, que conta com Jeremy Renner, Idris Elba e Robert Carlyle.

Eis um trabalho subestimado que merece um pouco mais de atenção. É ótimo ver um filme de zumbis cujo desfecho é imprevisível e que, em meio a cenas cheias de sangue e morte, tenha um tempinho para fazer críticas relevantes à certas atitudes do ser humano e também à política bélica de alguns países.

Anúncios

5 comentários sobre “Crítica: Extermínio 2 (2007)

  1. Eu acho essa continuação bem melhor que “Extermínio”, porque ele é mais um thriller psicológico e eu gosto de longas assim.

  2. Não só o diretor dessa continuação não é o mesmo, como o elenco, roteirista e grande parte dos técnicos também não. Mas a maior surpresa é de como o filme é tão bom quanto o primeiro, cheio de tensão e suspense, além de ter um roteiro bastante coeso e plausível. A sequência inicial do ataque à casa é de tirar o fôlego!

  3. Estou surpreso e feliz! O primeiro filme (Extermínio) descobri por acaso, navegando no youtube, quase 10 anos depois de seu lançamento, e resolvi pegar na locadora. Filme sensacional e com trilha sonora excelente. O segundo filme conseguiu manter o mesmo nível de qualidade do segundo, com a mesma trilha sonora perfeita do primeiro. Como já vi mais de 1000 filmes, nós vemos muita coisa de má qualidade, mas esses dois filmes são belíssimos.Obrigado a aqueles que conceberam essas relíquias.Carlos-Picos-Piauí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s