Crítica: Toque de Recolher (2006)

O diretor Chris Gorak acerta a mão nos minutos iniciais ao criar uma atmosfera caótica e com tons apocalípticos. Compartilhamos o ponto de vista de Brad em meio a uma Los Angeles atacada por bombas. As informações que recebemos são as mesmas recebidas por ele através do rádio. Dessa forma, sabemos que toxinas viajam pelo ar da cidade. A atitude certa é se trancar em casa e aguardar. Brad tenta ir atrás da esposa, que trabalha em local próximo da explosão, mas é impedido por policiais.

O que lhe resta a fazer é ficar em casa e torcer para a esposa voltar viva.

O começo do filme realmente chama a atenção. Uma situação dessas não é ficção-científica, ainda mais no momento pós-morte de Bin Laden em que vivemos. A maneira como Brad reage aos acontecimentos, sempre seguindo o instinto, provavelmente se aproxima do que faríamos no lugar dele. Infelizmente, a tensão do início se dissipa a medida que o filme avança, principalmente quando o roteiro gasta tempo no relacionamento do irritante casal principal.

A reviravolta espertinha no final é angustiante, mas em uma segunda análise soa demasiadamente forçada, além de parecer uma desculpa para a falta de criatividade em relação aos rumos do acontecimento em uma escala mais abrangente.

Claro, o que importa mesmo é o casal, mas alguma satisfação para o público sobre o restante de Los Angeles seria de bom tom. Chego a conlusão que Toque de Recolher mostra que baixo orçamento dificilmente combina com filmes-catástrofe.

Nota: 5/10 

Anúncios

5 comentários sobre “Crítica: Toque de Recolher (2006)

  1. Bruno, você viu ‘Eclipse Mortal’ (Pitch Black), com Vin Diesel? Se você gosta de ficção científica, talvez valha a pena conferir. Gostei quando vi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s