Crítica: Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

 

O Capitão América e seu uniforme que esbanja patriotismo jamais me chamaram a atenção. É aquele tipo de herói que para mim sempre foi neutro. Nunca me empolguei com suas histórias, mas também elas nunca me causaram aversão. Meu sentimento em relação a ele após 2 horas de filme é exatamente o mesmo. Não sei se o material é sem graça desde suas origens, mas o fato é que o diretor Joe Johnston não conseguiu transformar o Capitão América em um personagem interessante. No final das contas, o filme serve apenas para mostrar como Steve Rogers se transforma no herói fantasiado de bandeira americana e para nos deixar ansiosos por Os Vingadores.
Por que o filme não empolga? Um dos motivos é a falta de ousadia. Em nenhum momento percebemos alguma tentativa de arriscar coisas diferentes. Ele tem um ar retrô e um estilo que remete a filmes clássicos de super-heróis, incluindo um vilão megalomaníaco cujo objetivo é dominar o mundo, um herói com tendências altruístas e sem falhas de caráter e um romance nada convincente. Como homenagem funciona relativamente bem, mas como uma adaptação de HQ em pleno século 21 o resultado é fraco. Onde está a profundidade e o ar sombrio de um Batman, o humor eficiente de um Homem de Ferro, as questões sociais de um X-Men ou as características mais do que humanas de um Homem-Aranha?
Felizmente, o filme é dono de um ritmo agradável, de atuações regulares e de cenas de ação com alguns bons momentos. E só. No mais, que venham os vingadores em 2012.
6/10 

Anúncios

6 comentários sobre “Crítica: Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

  1. minha opinião é totalmente discordante das dos outros em relação a este filme. “Capitão América: O Primeiro Vingador” é um ótimo filme, com um protagonista carismático e uma história cativante. Eu adorei e achei muito divertido!

  2. Acho que ele foge de um estilo mais sombrio ou de outra qq caracteristica, porque o filme é moldado ao estilo do super herói. Logo, um filme bastante patriota, rs. Gostei muito da fotografia do filme e mais ainda os créditos finais que é sensacional (muito melhor que o filme, na realidade). E também achei uma boa saída, todo o estilo do filme ter um ar mais retro. Bem verdade que ele é fraco, mas me surpreendeu, pois eu esperava muito mais pelo pior. Se comparado a Thor, outro que veio para embalar Os Vingadores, eu fico com Capitão América.

    Abs!

  3. Acho que tenho uma opinião parecida com a da Kamila. Achei bem divertido e até me surpreendi com o Chris Evan. Além disso, tem uma produção técnica muito boa, digna de indicações ao Oscar (em especial o figurino e o design de som).

  4. Gostei muito do filme até a metade, onde ele preserva bastante o espírito de matinê e um debate bem legal sobre o que define um super herói. No entanto, o filme decai muito depois da primeira parte, tornando-se óbvio e até desinteressante…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s