Crítica: Contra Corrente (2009)

O filme Contra Corrente nos faz mergulhar em um mundo bem específico: uma vila de pescadores localizada no Peru. É neste local que somos apresentados a Miguel. Ele está prestes a ter um filho com a esposa Mariela, ao mesmo tempo em que se apaixona por Santiago, um artista que está visitando o local.
Como não poderia deixar de ser, o tema principal aqui é a dificuldade de Miguel de aceitar a realidade em relação a sua própria pessoa. Ele não consegue assumir perante a comunidade sua verdadeira inclinação sexual e só se sente bem com Santiago quando os dois estão escondidos dos olhos julgadores do povo. A trama ganha contornos fantásticos quando Santiago se transforma em um fantasma. Agora ele só pode ser visto por Miguel, que gosta da ideia, pois desse jeito ninguém vai ficar sabendo de seu segredo. Será?
O roteiro lida com o assunto de maneira profunda, sincera e em alguns momentos até divertida. Contra Corrente consegue ser tocante e fugir de qualquer inclinação melodramática. Percebemos a dificuldade de Miguel em se assumir, afinal, ele está em um local em que a palavra HOMOSSEXUAL é desconhecida. Ali só existe BICHA, BOIOLA, VIADO e coisas do tipo. O fato é que não contar é fugir da verdade, é ser covarde, como Santiago bem frisou em uma conversa entre os dois.
Para deixar tudo ainda melhor, temos uma excelente fotografia que explora os cenários naturais, músicas típicas que nos sugam para aquele mundo e também pequenas coisas que fazem uma grande diferença, como quando vemos Miguel feliz assistindo a  uma novela romântica até sua esposa chegar, olhá-lo com uma cara de reprovação e trocar o canal da TV para um jogo de futebol.
Um pequeno grande filme!

8/10

Anúncios

3 comentários sobre “Crítica: Contra Corrente (2009)

  1. Esse filme trabalha sua temática de forma bem original. Depois de “A Teta Assustada”, mostra que o cinema peruano merece ser conhecido. Que bom ter aprovado o longa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s