Crítica: A Morte nos Sonhos (1984)


Parece-me claro que Cristopher Nolan deve ter assistido a este A Morte nos Sonhos em algum momento da vida, afinal a essência deste filme guarda muitas semelhanças com A Origem. Tudo gira em torno da possibilidade de entrar no sonho de alguém e interagir de maneira significativa, ajudando ou atrapalhando. Como anuncia o título brasileiro, aqui você pode morrer em seus sonhos. É uma ideia interessante, que garante momentos bem divertidos quando acompanhamos o personagem de Dennis Quad adentrando em sonhos alheios. Claro que os efeitos especiais são datados, mas o humor presente em uma boa quantidade de cenas diverte até hoje. Além desse lado divertido, o filme tem um ar de thriller, já que presenciamos uma verdadeira conspiração para eliminar o presidente dos Estados Unidos. A Morte nos Sonhos se sustenta bem explorando o lado sci-fi, o humor e a ação, simplesmente não há como se entendiar, mas o desfecho acaba decepcionando pela falta de inspiração e pela aparente pressa.
6/10 

Anúncios

6 comentários sobre “Crítica: A Morte nos Sonhos (1984)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s