The Walking Dead 2×11 – Judge, Jury, Executioner


Este post é mais um registro pessoal para eu não me esquecer de como essa segunda temporada foi boa! Infelizmente, não consegui fazer comentários de cada episódio, mas não dava pra deixar batido essa maravilha que é Judge, Jury, Executioner. O grupo passa bastante tempo discutindo sobre o que fazer com um “prisioneiro”. Soltar o garoto pode ser uma ameaça, mantê-lo significa mais uma boca para ser alimentada e matá-lo é perder o senso de civilização. O fato é que em mundo como esse só os mais aptos sobrevivem e as vezes deve-se tomar atitudes imorais, algo que nem todos conseguem. Viver em uma situação dessas não é capaz de mudar o caráter de todos de uma hora para outra e isso explica a dificuldade de Rick tomar atitudes mais enérgicas, mas às vezes não tem jeito. Neste episódio vemos a perda de um personagem que pode ser considerado chato por muitos, mas que tentava sempre injetar um pouco de humanidade na cabeça dos outros. E não tem como não dizer que o culpado direto pela morte dele foi Carl e sua atitude das mais idiotas. Qual o problema desse moleque? Só faz coisa errada.
A cena final aqui é uma das mais chocantes de toda a série, capaz de nos deixar sem fôlego e impressionados com o que acontece, mais até do que no episódio em que o destino de Sofia é revelado. A segunda temporada simplesmente confirma que The Walking Dead esta entre as cinco melhores séries do momento e ainda com bastante potencial para evoluir.

Anúncios

2 comentários sobre “The Walking Dead 2×11 – Judge, Jury, Executioner

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s