Crítica: Mad Max 2: A Caçada Continua (1981)

Mel Gibson in Mad Max 2.

 

Mad Max 2 assumiu o contexto do mundo pós-apocalíptico que foi deixado implícito no primeiro filme. Uma narração em off nos dá a entender que devido a uma guerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética, o mundo virou uma imensidão desolada, sem sociedades organizadas e com constantes batalhas mortais por combustível.
Max (Mel Gibson) precisa de mais gasolina e por esse motivo vai fazer um trato com um grupo que detém uma refinaria. O problema é que eles são ameaçados por uma gangue bizarra e cruel e ficamos na dúvida se Max vai ajudá-los ou não.
Mesmo sendo inspirada em alguns filmes de samurai de Akira Kurosawa, a história de Mad Max 2 não é das mais trabalhadas, mas isso pouco importa. Com um orçamento muito superior ao do primeiro filme, o diretor George Miller pôde aprimorar o que já era bom: as cenas de perseguição. Tudo em Mad Max 2 é em grande escala. As perseguições aqui contém inúmeros carros e muita velocidade, quase sempre com planos abertos que aumentam o realismo e a intensidade das situações. O trabalho dos dublês merece reconhecimento, assim como o do próprio George Miller, que conduz essas cenas de ação como um verdadeiro maestro.
Ao contrário do que ocorre no filme anterior, dessa vez o lado pessoal de Max não ganha importância. Para vocês terem uma ideia, ele tem ao todo apenas 16 linhas de diálogo. O único relacionamento que ele tem é com seu simpático cachorrinho e olhe lá.
Mad Max 2 é mesmo um filme de ação e não muito mais do que isso, mas o que ele oferece dentro desse gênero é algo único. Não importa quantas vezes você o assista, não tem como não se impressionar com o requinte visual e a ousadia empregada em cada cena. Inesquecível!
8/10

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Crítica: Mad Max 2: A Caçada Continua (1981)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s