Spartacus 3×02 – Wolves at the Gate

wolves-at-the-gate

Wolves at the Gate sofre um pouco por possuir um ritmo irregular, algo incomum na série. Apesar disso, fatos importantes acontecem aqui, como o início da parceria entre Crassus e Júlio César, algo que certamente vai complicar as coisas para o lado de Spartacus.
Júlio César demonstra uma personalidade forte e beligerante e rapidamente ele e Tiberius se indispõe, já que ambos querem uma posição maior dentro do exército que visa aniquilar a rebelião.
O ponto principal do episódio é a tomada da cidade de Sinuessa pelos ex-escravos. As estratégias de Spartacus, Gannicus e Crixus para realizar o feito soam absurdas, mas com um pouco de sorte, uma ajuda interna e muita violência acaba funcionando. Há uma cena extremamente brutal envolvendo um apedrejamento. É algo doloroso de se assistir, mesmo dentro do contexto de violência sem concessões do seriado.
A lentidão inicial é perdoada pela intensidade dos 15 minutos finais, que fazem tudo valer a pena. Além de ótimas cenas de luta, os rebeldes tomam atitudes que nos fazem questionar seus atuais motivos para ir às armas. Será a luta por liberdade ou apenas por vingança? Nem todo romano é mau e isso ficou provado aqui, mas Spartacus e os outros parecem ter dificuldades para entender isso.
O exército dos rebeldes está enorme e continua crescendo, mas a última cena revela que a cidade de Roma quer botar um fim nessa história toda o quanto antes. Os próximos episódios prometem!
7/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s