A Última Gargalhada (The Last Laugh, 1924)

a-ultima-gargalhadaA Última Gargalhada é uma prova da genialidade de F.W. Murnau. Trabalhando junto com o diretor de fotografia Karl Freund, Murnau nos entrega sequências da grande beleza, principalmente quando investe em movimentos de câmera que fugiam do padrão da época e em ângulos criativos. Não é só pelos aspectos técnicos que A Última Gargalhada se destaca, já que temos aqui uma história comovente e que não precisa de letreiros explicativos para ser contada. Tenho visto muitos exemplares do cinema mudo recentemente e não me lembro de outro filme que tenha abolido os letreiros dessa forma.
Emil Jannings (vencedor do Oscar em 1929) interpreta um orgulhoso porteiro de hotel que é remanejado para trabalhar nos banheiros. A depressão toma conta do ex-porteiro, que tenta manter as aparências perante os seus conhecidos. Sem sucesso.
Provavelmente devido a pressão do estúdio, Murnau opta por um improvável final feliz, mas ele se redime aos nossos olhos ao colocar uma mensagem que serve como desculpas por essa forçada de barra. Faltou pouco para ser perfeito.
9/10

Anúncios

Um comentário sobre “A Última Gargalhada (The Last Laugh, 1924)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s