O Encouraçado Potemkin (1925)

potemkin-1925O Encouraçado Potemkin faz parte daquele rol de filmes essenciais para todos os admiradores e entusiastas do cinema. Ele foi dirigido por Sergei Eisenstein e lançado exatos 20 anos após o acontecimento que o inspirou. Fica claro que havia o propósito de utilizá-lo como propaganda comunista, mas a verdade é que o filme merece eterna admiração independentemente da ideologia que defende.

Em 1905 o Império Russo sofria uma forte crise econômica e social, algo que chegou ao limite após a derrota na guerra contra o Japão. Várias classes promoveram protestos contra o czar Nicolau II e seu regime opressor, sendo que um dos fatos mais importantes do período foi o motim organizado pelos marujos do encouraçado Potemkin, que decidiram não mais se alimentar de carnes repletas de larvas.

Após um conflito com os oficias czaristas, um marinheiro é morto. O corpo dele é velado na cidade de Odessa e lá a população se mostra disposta a fazer parte da revolução. Isso dura até o exército a mando do czar dizimar milhares de maneira brutal, na sequência mais emblemática do filme.

Bem, o fato é que esse massacre nas escadarias de Odessa não ocorreu de verdade, mas ele nos deixa cientes da repressão que o povo sofreu. Tal sequência já foi homenageada diversas vezes, como nos filmes Os Intocáveis (De Palma) e Correspondente Estrangeiro (Hitchcock).

O ponto mais largamente enaltecido em O Encouraçado Potemkin é a montagem, que confere um ritmo extremamente ágil e nos faz ficar realmente envolvidos com o que vemos na tela. Aliás, mais do que ver, passamos a sentir o filme, o que é uma experiência única.

Há quem reclame da falta de um personagem de destaque, porém não é preciso que um personagem em particular se destaque, quando o mais relevante é mostrar a  força do povo que clama por dias melhores.

É impossível assisti-lo de maneira fria. Ficamos comovidos com toda a violência em Odessa e impressionados com a genialidade de Eisenstein, um dos maiores mestres que o cinema já viu.
10/10

Anúncios

2 comentários sobre “O Encouraçado Potemkin (1925)

  1. De fato, uma das maiores obras-prima do cinema. Deu até vontade rever. Eisenstein era mestre. Já leuo livro dele: O Sentido do Filme? Recomendo muito!

    Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s