A General (The General, 1926)

the-general-poster

Junto com Charlie Chaplin, Buster Keaton foi o grande nome da comédia do cinema mudo. Há quem defenda que ele foi até melhor que Chaplin, discussão essa que considero infrutífera. Ambos marcaram época e realizaram trabalhos memoráveis. Além do mais, eles se destacavam em diferentes aspectos do humor, impedindo uma comparação mais precisa.

Em A General, Buster Keaton interpreta Johnnie Gray, um engenheiro com duas paixões: o trem chamado “general” e a jovem Annabelle. Tudo se passa no início da Guerra da Secessão quando Johnnie Gray resolve se alistar para impressionar a moça, mas é impedido pelo exército que considera seu trabalho como engenheiro ferroviário mais importante. O problema é que a garota e a família dela acham que ele está fugindo da guerra por ser covarde.

Quando espiões da União roubam a locomotiva com Annabelle dentro, Johnnie é o primeiro a persegui-los e tentar o resgate.

Em sua estreia nos idos de 1926, A General foi um fracasso de público e de crítica, decepcionando bastante Buster Keaton. Após algumas décadas, o filme passou a ser admirado e hoje em dia é figurinha carimbada em diversas listas de “melhores de todos os tempos”.

Uma das coisas que mais chama a atenção aqui é a recriação de época, com os uniformes dos soldados, os cenários e a atmosfera daquele período histórico transmitida com maestria. Mas é claro que o filme é de Buster Keaton. São várias as sequências de ação repletas de ousadia e inventividade, com o detalhe de que Keaton não utilizava dublês. Ele se arriscava andando em cima de trens em movimento e arremessando uma estaca de madeira para remover outra do trilho, só para citar alguns exemplos. É difícil não se impressionar com essas cenas que demonstram a coragem e a capacidade artística do ator, que jamais alterava sua expressão facial, independente da situação. Esse jeito sóbrio e tranquilo virou a marca registrada de seus personagens, além do fato de geralmente não saber o que ocorria à sua volta.

Temos também gags visuais inspiradas e um ótimo humor pastelão, sempre surgindo nos momentos certos e garantindo boas risadas.

Apesar de gostar de cada segundo do filme, A General não é o meu preferido do diretor/ator. Quem ocupa essa posição atualmente é Leis da Hospitalidade, de 1923.
8/10

the-general-buster-keaton-3
the-general-buster-keaton-2
the-general-buster-keaton-1
the-general-buster-keaton

Anúncios

2 comentários sobre “A General (The General, 1926)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s