A Paixão de Joana d’Arc (1928)

passion-de-jeanne-darc-falconettiA Paixão de Joana d’Arc mostra o momento decisivo de uma das figuras mais emblemáticas da História mundial. O filme foi baseado no material disponível do julgamento de Joana e conta com uma direção precisa e inovadora do dinamarquês Carl Theodor Dreyer e uma interpretação hipnótica de Maria Falconetti.  Trata-se de um dos melhores exemplares do cinema mudo. Há que possa considerá-lo arrastado, mas é difícil não sentir toda a emoção transmitida pelas expressões faciais de Falconetti. O diretor trabalha bastante com closes e ângulos de câmera diferenciados, favorecendo nossa proximidade com Joana e tornando-a totalmente submissa a seus acusadores. Uma experiência grandiosa para todos os cinéfilos.
[10]

Anúncios

3 comentários sobre “A Paixão de Joana d’Arc (1928)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s