O Cantor de Jazz (The Jazz Singer, 1927)

the-jazz-singer

Este é considerado o primeiro filme falado da história do cinema, contando com a tecnologia vitaphone para alcançar esse feito. Foi sucesso de bilheteria na época, afinal todos queriam ver (e ouvir) essa grande novidade: o som vindo diretamente da telona. Apesar do tudo, não existem diálogos propriamente ditos e sim números musicais em que Al Jolson mostra seus dotes de artista. Há também uma ou outra frase dita por ele e só. O enredo aborda de maneira simplista uma relação problemática entre pai e filho. O pai quer que o filho faça jus a fama da família e cante hinos judaicos, porém o rapaz quer mesmo é trabalhar com o moderno jazz. Há um excesso de sentimentalismo que pode incomodar alguns, mas O Cantor de Jazz é suficientemente divertido e curioso para valer o tempo investido.
7/10

Anúncios

Um comentário sobre “O Cantor de Jazz (The Jazz Singer, 1927)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s