Review: The Walking Dead 4×08 – Too Far Gone

walking-dead-4x08

Novamente chegamos a um momento decisivo em The Walking Dead. As expectativas para o mid-season finale da quarta temporada eram grandes e, particularmente, posso dizer que elas foram muito bem correspondidas. Antes de tudo, reitero que pouco me importa se foram feitas alterações em relação aos quadrinhos. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Acredito que o seriado deve ser avaliado pelo o que ele é, assim como os filmes que são adaptações de livros.

walking-dead-4x08-1

Eu estava um tanto cético com o caminho tomado pelos roteiristas desde a temporada passada. Queria ter visto um fim para o arco narrativo do governador já na terceira temporada para que se evitasse um ar de repetição para a história. Bom, se por um lado as coisas soaram um tanto repetitivas mesmo (governador juntar um grupo e invadir a prisão), por outro foi interessante constatar a total corrupção moral do personagem. Eu, ingenuamente por um momento pensei que ele poderia ter passado por uma transformação, mas nos dois últimos episódios ficou claro que ele chegou em um nível de malignidade do qual não se pode voltar atrás.

walking-dead-too-far-gone

O governador é um dos melhores personagens do seriado. É um vilão complexo, com suas ambiguidades e conflitos, que se perdeu totalmente em meio a um mundo de caos. Mas o fato é que ele merecia uma morte cruel e foi exatamente o que teve.
the-walking-dead-4x08-3

Falando em morte, perdemos um dos personagens mais bacanas de TWD: Hershel. Ele servia basicamente como nossa ligação com esse mundo de apocalipse-zumbi, sempre com bons conselhos, sempre querendo fazer o bem e geralmente de maneira altruísta. É uma pena que não teremos mais a companhia dele, mas sua morte teve um grande impacto emocional e mostra ousadia dos show runners.

walking-dead-too-far-gone-1

Há quem reclame de uma certa lentidão inicial do episódio, algo de que discordo. Os primeiros minutos estabeleceram de maneira competente toda a tensão, com direito a bons diálogos do governador, Hershel e Rick. Por que não tentar vivermos juntos? Rick indaga ao governador que responde de um jeito brutal. Será que os grupos de sobreviventes estão condenados a repetir esse erro? Os homens se enfrentam e os homens perdem. Não existe uma maneira para se conviver pacificamente? O resultado dessa insana batalha é apenas mais e mais hordas cada vez maiores de errantes.

jpeg

Os 20 minutos finais são de ação ininterrupta e empolgante. Sobram atos de valentia e desespero, inclusive partindo de alguns personagens inesperados. Foi emocionante ver Rick e Carl se encontrando e encarando o desparecimento de Judith. Será que a “little ass kicker” morreu? Essa dúvida vai permanecer por algum tempo.

walking-dead-rick-carl

Finalmente tivemos um desfecho para o arco do governador e o resultado foi melhor do que o esperado. Agora as coisas estão mais caóticas ainda. Existe esperança de dias melhores? Existe alguma chance de cura ou todos estão fadados ao mesmo fim? Aguardamos ansiosamente pelas respostas.
10/10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s