Crítica: Drinking Buddies (2013)

olivia-wilde-drinking-buddiesDrinking Buddies é classificado como comédia romântica, mas o filme foge da fórmula hollywoodiana do gênero e consegue evitar muitos clichês. Na trama, somos apresentados aos colegas de trabalho Luke e Kate. Eles são funcionários de uma cervejaria e possuem muita química, algo que fica evidente em suas conversas, brincadeiras e no gosto por um bom copo de cerveja.

Luke
namora Jill há um bom tempo e o casal tem planos de se casar. Kate está em um relacionamento com Chris, um homem mais velho que parece não ter muito em comum com ela. Em um final de semana, os dois casais decidem passar um tempo em uma casa de praia. Um fato ocorrido nessa escapada para o litoral pode trazer implicações para o futuro dos quatro.

Sabe quando conseguimos adivinhar as atitudes dos personagens? Bem, isso não acontece aqui. Ficamos tão mal acostumados com os clichês do gênero que até nos surpreendemos com os rumos tomados pelo filme. Um dos pontos altos de Drinking Buddies são os diálogos e as situações extremamente naturais que presenciamos. Trata-se de um filme autêntico, honesto, que mostra adultos de cerca de 30 anos que ainda estão amadurecendo. E é muito bom vê-los tendo conversas divertidas, sérias, profundas e, às vezes, deixando de dizer certas coisas que parecem remoê-los internamente. Mais real impossível.
8/10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s