Crítica: Pelos Olhos de Maisie (2012)

what-maisie-knewAdaptação modernizada do livro escrito por Henry James em 1897, Pelos Olhos de Maisie mostra uma garota de 6 anos vivendo em um ambiente doméstico pouco agradável. Os pais de Maisie se separam e disputam judicialmente a guarda da garota, mas o fato é que ambos estão longe de serem bons pais. Não que eles a maltratem. O que vemos são repetidos exemplos de descaso. Apesar de tentarem demonstrar aos outros o contrário, fica evidente que Maisie não é a prioridade. Isso sem falar nas tentativas da mãe de jogar a filha contra o pai e vice-versa. É triste ver uma criança tão carismática e educada no meio de tudo isso. Felizmente, a babá Margo e Lincoln, namorado da mãe, estão dispostos a cuidar dela com sincero zelo.
O roteiro primoroso não esfrega os acontecimentos na nossa cara, optando por uma abordagem mais sutil. O tema é atual e as coisas ficam ainda mais calcadas na realidade graças a atuação bem natural da atriz mirim Onata Aprile. Os diretores nos colocam no lugar de Maisie e sofremos com ela em boa parte do filme, mas pelo menos experimentamos uma bem-vinda sensação de plena felicidade no ato final. Mas a questão é: até quando ela irá durar?
8/10

2 comentários sobre “Crítica: Pelos Olhos de Maisie (2012)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s