Review: Game of Thrones 4×05 – First of His Name

game-of-thrones-4x05-first-of-his-nameO episódio se inicia com a coroação de Tommen, o primeiro do seu nome, rei dos ândalos e lorde dos 7 reinos. Algumas coisas chamaram minha atenção nesta sequência, como a troca de olhares entre Margaery e o novo rei, além da conversa de Margaery e Cersei. Esta reconheceu que o filho era um monstro e a outra dissimulou muito bem o seu desejo de ser rainha.

Tywin revela que essa aliança com os Tyrell é mais importante do que se pensa, afinal Porto Real encontra-se em uma enorme dificuldade financeira. Parece-me que Tywin não anda mais “cagando ouro”, como é dito nos livros.

Talvez o que mais me agradou neste episódios foram as cenas de duas duplas espalhadas por Westeros: Arya e Cão de Caça e Poddrick e Brienne. A garota Stark praticava os ensinamentos que recebeu de Syrio Forel quando o Cão de Caça começou a tirar sarro do estilo de combate dela de um jeito nada simpático, obviamente. O fato é que ele mostrou ter um pouco de razão. Poddrick e Brieene começam a se conhecer melhor e o jovem escudeiro demonstra algumas dificuldades na sua função, nos garantindo boas risadas. De qualquer forma, ficou evidente que uma amizade está se formando.

Não gostei muito da sequência de Daenerys por ser curta e por deixar claro que o ataque que queremos vê-la fazendo vai demorar um pouco ainda. Isso está um pouco enrolado e repetitivo, convenhamos. Tudo bem que é assim nos livros, apenas acho que George Martin poderia ter acelerado esse processo. E onde estão nossos queridos dragões?

E o que dizer de Sansa, Mindinho e Lysa Arryn no Ninho da Águia? Ficou evidente a carência de Lysa Arryn, hein? A mulher quis casar o quanto antes com Petyr para poder “gritar tão alto que vão me escutar no mar estreito”. E foi o que aconteceu, grande Mindinho! Outro momento de destaque foi a conversa entre Lysa e Sansa, que teve inicio como um típico bate-papo entre tia e sobrinha e terminou em um acesso de ciúme bizarro de Lysa. É claro que Sansa não aguentou o tranco e foi às lágrimas, coitada.

Para fechar este razoável episódio, a sequência de Jon e os outros liquidando com os traidores na fortaleza de Craster. Por um momento achei que Brandon e Jon iriam se encontrar, mas é claro que não nos dariam essa alegria tão cedo. Pelo menos, nos reservaram algumas situações animadoras e até emocionantes: Bran controlando Hodor e matando Locke e o reencontro de Jon Snow e Fantasma.

Particularmente, não me empolguei tanto com este episódio. Personagens como Arya, Daenerys e Brienne tiveram muito pouco tempo de destaque e algumas coisas soaram um tanto repetitivas. Apesar disso, confio nos roteiristas da HBO plenamente. Já foi provado que eles são capazes de amarrar os arcos narrativos de maneira inteligente, sem desrespeitar a essência do material original.
7.5/10

 

4 comentários sobre “Review: Game of Thrones 4×05 – First of His Name

  1. George Martin acelerar processos e histórias? Você tá de brincation, livros de 1000 páginas com letras com espaçamento de ,00000001cm e fonte tamanho 5…

    Ou a série segue seu próprio rumo, ou veremos ainda muitas “enrolações” e várias guinadas diferentes na história.

  2. Game of Thrones é bom, adorei a terceira temporada , eu adoro Arya Stark é tão corajosa e ousada , espero que este pouco surpreendente para acompanhar a história .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s