Crítica: Divergente (2014)

divergente-2014

Divergente é mais um filme baseado em um livro infanto-juvenil de sucesso. O material original foi escrito pela americana Veronica Roth, que provavelmente foi influenciada por alguns aspectos de Harry Potter e Jogos Vorazes. Minha surpresa: o filme está longe de ser ruim. O início promissor e envolvente mostra um futuro distópico um tanto inverossímil, mas interessante. Após uma guerra que destruiu muita coisa, a sociedade foi dividida em castas de acordo com a personalidade de cada um: abnegação, amizade, audácia, franqueza e erudição. O estranho é que apesar de um teste indicar qual combina mais com a pessoa, pode-se escolher qualquer uma. O fato é que Tris é uma divergente, ou seja, ela possui atributos de várias facções e isso é muito mal visto pelos líderes, tão mal visto que ela precisa mentir ou poderá acabar morta. Tris escolhe fazer parte de Audácia e as sequências que mostram a garota treinando e evoluindo são de longe a melhor coisa do filme. A atriz Shailene Woodley está ótima no papel e convence como uma garota comum que vai se transformando em uma heroína forte. Infelizmente, temos um ato final protocolar e arrastado, além de um romance bem descartável. Fica também a sensação de que faltou explorar melhor a tal guerra que fez as coisas ficarem do jeito que estão. Apesar de tudo, vou conferir o próximo capítulo com boas expectativas.
[7.5]

Data de estreia: 17/04/2014
País: EUA
Duração:  139 minutos
Direção: Neil Burger
Roteiro: Evan Daugherty
Elenco: Shailene Woodley, Theo James, Kate Winslet
Nota IMDb: 6.9
Aprovação RT: 41%
[info]

3 comentários sobre “Crítica: Divergente (2014)

  1. É uma aventura distópica bem inofensiva e leve, mas concordo com a nota e com suas observações. Poderia ter sido bem pior, mas resultou num entretenimento decente. Mas acho melhor eles fazerem algo mais intenso nas continuações, senão vai ficar muito mamão-com-açúcar.

  2. Tem suas qualidades sim e na leva das trocentas produções do gênero consegue se sobressair a um monte de coisa mais ou menos que tem ocupado os cinemas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s