Crítica: Jersey Boys (2014)

Film Review-Jersey Boys

Quem acompanha o blog sabe que sou um grande fã de Clint Eastwood, por isso é com tristeza que digo que Jersey Boys é extremamente fraco, sem dúvida um dos piores momentos da carreira de um diretor que já nos brindou com obras memoráveis. Adaptação de uma peça da Broadway sobre a banda Frankie Valli and The Four Seasons, o filme nos mostra períodos importantes do grupo, como a procura pela formação ideal, os rompantes agressivos de Tommy, dívidas com pessoas perigosas, dramas familiares e a incessante busca pela criação de hits. Já adianto que muitas coisas me incomodaram durante essa experiência. O primeiro aspecto negativo que me chamou a atenção foi a passagem do tempo. De uma hora para outra passam-se anos e só tomamos ciência quando algum personagem faz um comentário sobre isso. A estrutura narrativa também mostra-se errática. Como explicar um flashback que surge do nada para nos mostrar algo praticamente irrelevante? Outra falha daquelas é o fato de que simplesmente não conseguimos nos envolver com os personagens, sempre distantes e pouco interessantes. Dessa forma, uma cena que deveria produzir lágrimas passa muito longe disso. Agora aqui vai um problema que é bem pessoal: a música produzida pela banda não me empolga nem um pouco, inclusive considero irritante a voz de falsete de Frankie Valli. Ficou difícil encontrar alguma coisa de positivo em Jersey Boys para mim, talvez a recriação de época e a fotografia. E só.
[4.5]

Data de estreia: 26/06/2014
País: EUA
Duração: 134 minutos
Direção: Clint Eastwood
Roteiro: Marshall Brickman, Rick Elice
Elenco: John Lloyd Young, Erich Bergen, Michael Lomenda, Christopher Walken
Nota IMDb: 7.1
Aprovação RT: 53%
[info]

6 comentários sobre “Crítica: Jersey Boys (2014)

  1. É triste quando um diretor que admiramos erra a mão. Boa fotografia e recriação de época não bastam para segurar um filme. Vou conferir de qualquer forma, em casa.

    1. pois é… o engraçado é que a cena durante os créditos mostra que o eastwood saberia fazer um musical repleto de energia se quisesse. não sei o que ocorreu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s