Crítica: Os Sete Samurais (1954)

os-sete-samurais

Quando eu tiver coragem de elaborar uma lista dos melhores filmes de todos os tempos, Os Sete Samurais certamente vai ficar entre os dez primeiros. Este épico dirigido pelo mestre Akira Kurosawa é daquelas experiências cinematográficas inesquecíveis. Mesmo com mais de 200 minutos, ele está longe de ser cansativo e parece ficar melhor a cada assistida.

A história se passa no Japão do século XVII e mostra uma vila que se torna alvo de um grupo de bandidos. Para tentar defendê-la, os chefes da vila contratam samurais que no momento encontram-se sem mestres.

O primeiro ato serve para nos deixar familiarizados com cada samurai. O roteiro encontra tempo para desenvolver os personagens de maneira mais do que satisfatória, nos permitindo reconhecer as características de cada um deles com facilidade.

Não dá para negar que alguns se destacam mais do que os outros, como Kikuchiyo, interpretado por um genial e hipnótico Toshiro Mifune.

Os Sete Samurais é recheado de meticulosas cenas de ação que demonstram o perfeccionismo do seu diretor. Não podemos esquecer de mencionar, também, o uso da câmera lenta e os movimentos de câmera fluidos. Mas o filme oferece muito mais do que uma técnica de alto nível. Trata-se de uma história bem mais profunda do que aparenta ser e que jamais deixa de focar em seus personagens e suas demonstrações de camaradagem, respeito e moral.

Podemos encontrar aqui praticamente todas as emoções que o cinema pode oferecer. Por tudo isso e muito mais, é impossível não considerá-lo uma obra-prima.
[10]

2 comentários sobre “Crítica: Os Sete Samurais (1954)

  1. Concordo que seja uma bela história de camaradagem e decência, mas não consegui entrar no espírito de longa (bota longo nisso). Prefiro vários outros do mestre Kurosawa…

    Cumps.

  2. Clássico absoluto do cinema, de um mestre chamado Akira Kurosawa e que eu, com vergonha, assumo que NUNCA assisti!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s