Resenha de Filme: A Estrada 47 (2013)

a-estrada-47

Apesar de ser fã do cinema nacional e saber do seu potencial, não esperava que nossos cineastas fossem capazes de produzir um filme de guerra tão brilhante tecnicamente. Com uma linda fotografia que explora as belas e geladas paisagens da Itália, a trama retrata, de maneira cadenciada, um feito heroico de um grupo de pracinhas brasileiros durante a Segunda Guerra Mundial. Após uma demonstração do despreparo psicológico de um batalhão, um grupo de soldados tenta executar o perigoso trabalho de limpar uma estrada repleta de minas, o que permitiria a entrada do exército americano na cidade. Não espere por muitas cenas de ação e combate. A Estrada 47 mostra que tiros e explosões nem sempre decidem os rumos das batalhas. Com uma narração em off repleta de sinceras reflexões, o filme transmite bem o medo de estar no meio de um conflito desse porte. As melhores sequências, mesmo sendo levemente clichês, são aquelas que destacam a aproximação de um carismático soldado brasileiro com um alemão capturado. O roteiro também merece aplausos por tratar nossos soldados de maneira honrada e sem cair no erro de glorificá-los. As referências ao samba e ao futebol poderiam ter ficado de fora, mas estão longe de atrapalhar essa ótima e surpreendente experiência.

296

Um comentário sobre “Resenha de Filme: A Estrada 47 (2013)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s