Game of Thrones: “Valar Morghulis” Crítica

Valar Morghulis encerra em alto nível uma temporada que teve alguns tropeços. Praticamente todos os núcleos receberam atenção. O ritmo ágil do episódio permitiu que várias arestas fossem aparadas e as tramas ganharam ainda mais densidade para a terceira temporada.

Foi doloroso ver Tyrion não ser reconhecido por tudo o que fez em Blackwater. Para piorar, ele não é mais o mão do rei e está cada vez mais isolado. É bom que ele tome alguma atitude antes que alguém tente matá-lo novamente. Não dá para saber o que ele vai fazer de agora em diante.

As melhores sequências de Valar Morghulis se deram em Winterfell. Graças a conversa entre Theon e Meistre Luwin conseguimos compreender um pouco as atitudes de Theon. Luwin tentou ajudá-lo, mas foi em vão. Toda a Winterfell se encontrava cercada pelos nortistas e Theon tentou inflamar os seus soldados com um discurso. E aí fomos surpreendidos por Dagmar dando uma porrada na cabeça de Theon bem no clímax de sua fala. Foi um dos momentos mais engraçados da temporada, mas devo dizer que senti um pouco de pena dele. E ver Luwin morrendo quase me fez derramar algumas lágrimas. A bela e melancólica trilha sonora colaborou para isso.  Agora Bran e os outros rumam para a muralha.

Sansa achou que ficaria livre do Joffrey com a promessa de casamento dele com Margaery, mas o Mindinho já fez ela tirar o cavalinho da chuva. Coitada. Sansa talvez seja uma das personagens mais sofredoras de Game of Thrones. Na primeira temporada ela tinha as piores atitudes possíveis e chegou até a trair a irmã, mas agora ela está agindo com mais sabedorias e vai ganhando o nosso respeito. De qualquer forma, a situação está complicada. Já sabemos que Mindinho está longe de ser confiável.

Vejam como quase nada avançou na trama de Daenerys. Foram 10 episódios para ela ficar sem os dragões e recuperá-los e não muito mais do que isso. Que a terceira temporada seja melhor para ela!

O lado de lá da muralha nos ofereceu um cliffhanger impactante. Finalmente vislumbramos os white walkers mais uma vez. As três trombetas anunciaram que eles estão de volta. Será que podemos classificá-los como zumbis? O fato é que eles estão se aproximando e o coitado do Sam está no meio caminho. O inverno se aproxima. E quanto a Jon? Pelo jeito, os selvagens vão ser receptivos com ele. Estou curioso para conhecer Mance Rayder, um ex-patrulheiro que virou rei para lá da muralha.

Nota: 9.3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s