Teatro: O Auto da Compadecida

auto-da-compadecida

Está em cartaz no teatro Lala Schneider (Curitiba-PR) a peça o ‘Auto da Compadecida’, de Ariano Suassuna. Você pode conferir o espetáculo até o dia 31 de maio. Se eu fosse você, não deixaria essa oportunidade passar.

Com direção de Marino Jr e contando com nomes como João Luiz Fiani, Alisson Diniz, Ingrid Bozza e Lucas Cardoso no elenco, trata-se de um espetáculo cativante, recheado de humor e surpresas e que sabe trabalhar muito bem com certos dogmas da igreja católica.

Fazia tempo que não via um elenco tão inspirado! Os diálogos rápidos e o dinamismo da obra foram desafios vencidos com muito talento. João Grilo e Chicó formam uma dupla um tanto quixotesca e fascinante. Marino Jr e Lucas Cardoso parecem que estavam ligados no 220v.

O enredo simples e direto mostra a morte do cachorro da mulher do padeiro e a avareza do padre, do bispo, de João Grilo… culminando em um julgamento por Deus e pelo Diabo.

Apesar de fiel ao material original, sobra espaço para um pouco do improviso inspirado que todos gostamos.

Eis aqui uma prova de que o texto de Suassuna mantém a força e que, aliado a atores de talento, é capaz de lotar empolgadas salas de teatro pelo Brasil.

5-estrelas

Anúncios

Teatro: Nem Freud Explica

nem-freud-explicaNão é exagero dizer que João Luiz Fiani e Marino Jr. formam a dupla mais prolífica do teatro paranaense. Quando os dois unem forças o resultado só pode ser algo bem acima da média, como é o caso de Nem Freud Explica, peça escrita e dirigida por Fiani, que também atua ao lado de Marino Jr.

A peça está em cartaz há 14 anos e é um sucesso de público e crítica por onde passa. E o detalhe interessante é que ela parece ficar melhor a cada ano.

Fiani e Marino Jr demonstram uma química gigantesca e cativam a plateia do início ao fim do espetáculo, que se passa em um cenário cheio de possibilidades: o consultório de um psicanalista. O paciente é Frederico, um rapaz cuja vida nada mais é do que sofrimento, afinal quem olha para ele morre de rir. Literalmente.

Os diálogos são recheados de presença de espírito e humor inteligente. O timing cômico de ambos os artistas é impecável.

Nem Freud Explica não é “apenas” uma comédia de muita qualidade, como também faz críticas divertidas à psicanálise e oferece um bom exemplo do teatro do absurdo.

Quando essa bela experiência acaba só nos resta sorrir, levantar e aplaudir.