Crítica: Donnie Darko (2001)

Donnie Darko tem tudo o que uma grande ficção científica deve ter e mais um pouco. É daquele tipo de filme que te faz pensar bastante no que acabou de assistir. Ele permite várias interpretações, então não existe uma teoria certa, praticamente tudo é possível. Donnie é um garoto problemático. Ele tem o costume de acordar nos lugares mais inusitados, tem consultas regulares com uma psiquiatra, toma remédios de tarja preta e em uma noite recebe a visita de um coelho gigante que diz que o mundo vai acabar em 28 dias, 6 horas, 42 minutos e 12 segundos. Como se fosse pouco, uma turbina de um avião cai em seu quarto, fazendo com que a família Darko tenha que passar uns dias em um hotel.
A história vai se desenrolando de maneira interessante e misteriosa. O diretor Richard Kelly bota o nosso cérebro para trabalhar, adicionando elementos como viagem no tempo e universos paralelos, mas de uma maneira até sutil. Ficamos na dúvida se Donnie está tendo alucinações ou se de fato as coisas acontecem como vemos na tela.
O bom é que Donnie Darko não é apenas uma grande ficção científica. O roteiro trabalha muito bem uma história de amor nada clichê e ainda faz um retrato um tanto satírico de alguns costumes dos subúrbios americanos. Tudo isso embalado com uma trilha sonora de respeito, com Echo & The Bunnymen, Tears for Fears e Joy Division.
As atuações também merecem destaque, principalmente a de Jake Gyllenhaal como o atormentado e fascinante personagem-título.
9/10

/os melhores filmes de ficção científica

/curta a FANPAGE do intratecal, se aprouver…

Anúncios

10 comentários sobre “Crítica: Donnie Darko (2001)

  1. Sei que este filme é bastante cultuado, mas eu não consigo admirá-lo da mesma forma que outros cinéfilos. Não me entenda mal, acho uma obra interessante, com um conteúdo diferente e uma ótima atuação do Jake Gyllenhaal, mas não acho um filme de uma genialidade tremenda.

    1. quanto mais eu assisto mais eu gosto do filme… na primeira vez que vi achei meia boca só, isso lá em 2002…
      é difícil eu dar nota 10 pra algum filme, mas esse merece… ainda mais pra um fã de SCI-FI

  2. Eu gosto bastante do filme, mas também não é dos meus preferidos, nem dos mais geniais. Acho que a questão do tempo e realidades paralelas o que mais me chama a atenção nele.

  3. Donnie Darko é um dos meus filmes favoritos da VIDA. Fantástico e pode ser revisto várias vezes porque tem muitas e muitas curiosidades e viagens “escondidas”.

  4. Cara, tenho vc no facebook, mas não imaginava que vc escrevia blog. Aliás, vc costuma postar no face os links? Não lembro de ter visto. Gostei do espaço e também gosto muito desse filme. Uma viagem. Vou linkar já teu blog no Espectador Voraz e no Cinema Detalhado. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s